"Este blog é administrado por Simone Fernandes e não tem nenhum vínculo com fã-clubes do cantor. É somente uma forma de homenagear este grande artista, compartilhando suas histórias, respeitando seu legado, família, amigos e os milhares de fãs que existem no mundo todo."



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

03/05/15

ELVIS E AS MULHERES DE SUA VIDA - PARTE 2

Como todos nós sabemos, Elvis foi um dos homens mais bonitos que já existiu. Sua sensualidade, seu charme, carisma, eram irresistíveis. Ao longo de sua carreira, Elvis se envolveu com muitas mulheres; tanto fãs, como atrizes famosas, modelos etc. Mas estou comentando no blog, apenas as 'mulheres' por quem Elvis se envolveu por mais tempo, e que acredito que ele gostou mais.
Em 27 de junho de 1955, Elvis e os 'Blue Moon Boys' fizeram um show numa base da Força Aérea dos Estados Unidos numa cidade chamada Biloxi, na costa meridional do estado do Mississippi. Elvis conhece June Juanico de 17 anos de idade, que foi à apresentação em companhia de sua amiga. As duas meninas foram ao encontro de Elvis depois do espetáculo, e o levam para dar um volta e percorrer o circuito de boates. O cantor trata de pegar o telefone de June, prometendo ligar, o que realmente acontece.
Passando 11 meses, mais tarde em Memphis, Elvis identifica a menina no meio de um aglomerado de fãs em frente a casa dele. Depois desse dia, eles não se largaram mais e ficaram juntos por vários dias. Marcam encontro em Biloxi, e Elvis leva Vernon e Gladys para passarem as férias de junho. O diário local chegou a anunciar o casamento dos dois jovens, um boato que o acompanha até Nova Orleans, onde os meios de comunicação transformaram sua passagem em lua de mel.

29/03/15

ELVIS E AS MULHERES DE SUA VIDA - PARTE 1

Na década dos anos 1950, no sul dos Estados Unidos, por tradições da religião protestante do local, o sentimento de 'amor' era guiado por um verdadeiro culto à mulher. O que seria o objeto mais devotado? A mãe. O 'amor físico' era motivo de horror. Este comportamento e pensamento, provocou um verdadeiro complexo e até mesmo neuroses. E no curso daquele últimos trinta anos, ia crescendo uma onda  de sensualidade.

Toda essa cultura de comportamento, atitudes e pensamentos, nos dá uma vasta compreensão das relações que Elvis tinha com as mulheres. Criado no sul, num ambiente conservador e protegido por sua mãe, o cantor se encaixava exatamente nessa doutrina sulista. Reduzindo a mulher aos polos extremos com duas visões: a esposa, mãe, virtuosa, assexuada e vestida discretamente como uma santa; a outra visão é de uma mulher vulgar, frívola, sensual e desprendida.

Elvis foi crescendo aprendendo a respeitar esses valores em relação a figura da mulher. 
Tímido, alimentado por seus complexos de adolescente, limitou seus contatos com as garotas da sua idade, apesar de atraí-las, admiradas por sua delicadeza e fragilidade. Assim foi com Regis Vaughan, que foi seu par no baile de formatura, ao completar 18 anos de idade. Por confidências de pessoas próximas que conviveram com Elvis, foi nesta época que ele começou sua vida sexual, de acordo com as regras da época e do local, que dispensava os homens em caráter de 'pureza'.

Mais tarde, ele conhece Dixie Locke, com quem inicia um relacionamento mais sério. Dixie era a nora ideal, um reflexo de esposa perfeita, já que ela vinha de um ambiente cristão e trabalhador, ganhando assim um voto de confiança.

Inspirado no exemplo dos pais, em 1954, Elvis e Dixie pensaram seriamente em casamento. Mas preferiam esperar Dixie terminar os estudos antes de consumar a relação.

22/02/15

ELVIS PRESLEY BIRTHPLACE

Tupelo, Mississippi, cidade natal de Elvis Presley, é visitada por milhares de fãs do mundo. A principal atração é a pequena e humilde casa de madeira de dois quartos, pintada de branco, redecorada em estilo anos '1930', com jardins paisagísticos, onde o cantor nasceu em 8 de janeiro de 1935.


08/02/15

NOVOS LANÇAMENTOS DA FTD PARA MARÇO


1º - 'THIS IS ELVIS (2 CD'S) - Uma biografia notável, escrita em filme - "This Is Elvis" - de David L. Wolper e Produção de Andrew Solt / Malcolm Leo, um lançamento da Warner Bros.. Escrito, dirigido e produzido por Solt e Leo (mais conhecido por seus heróis de televisão especial de Rock and Roll). O filme acompanha as inovações introduzidas pela primeira vez pelo produtor Wolper, cujo os 650 filmes vencedores do Emmy e vencedores do Oscar.

O filme contém cenas nunca vista antes, cinescópios de propriedade privada, desde os primeiros anos na TV, outtakes marcantes dos filmes de Presley e recriações precisas de momentos cruciais na sua vida.

18/01/15

GRACELAND RANDERS -- POR ANTONIO CARLOS SURTICA


Graceland Randers é uma réplica da mansão original de Elvis Presley, construída por Henrik Knudsen, presidente do fã clube dinamarquês 'The Official Elvis Presley Fan Club Of Dinamarca'.

Em 16 de abril de 2011 foi oficialmente aberta para a visitação pública, sendo um prédio duas vezes maior do que a Graceland original, localizada em Memphis nos Estados Unidos, uma vez que também dispõe de um restaurante, loja e museu. O projeto teve o apoio de Priscilla Presley, ex-esposa do cantor.

A atração contém cerca de 6 mil posses originais do Rei, incluindo guitarras, botas, cartas, contratos e outros objetos de memorabília. O escritório de turismo da cidade estipula que a Graceland Dinamarquesa atraia entre 75 e 125 mil visitantes a cada ano, principalmente da Europa.

08/01/15

80 ANOS DE NASCIMENTO DE ELVIS PRESLEY


É incrível pensar e até mesmo emocionante; que um menino pobre, nascido numa madrugada do dia 8 de janeiro de 1935, numa cidade humilde, chamada Tupelo em Mississippi, se transformasse numa das personalidades mais ilustres e importantes no mundo da música.

Pois foi o que aconteceu há 80 anos atrás.

Elvis Presley nasceu, transformou, revolucionou culturas, comportamentos e principalmente abriu as portas a um ritmo discriminado e praticamente excluído da sociedade. Elvis, fez o mundo conhecer o Rock N' Roll, que já existia nos becos mais pobres das ruas de Memphis. Um ritmo de música negra, considerada vulgar e estímulo para a delinquência juvenil.

Na década de 50, Elvis era apenas um rapaz sonhador, solitário, protegido por sua mãe, que morria de medo de perder seu único filho tão amado. Um menino apreciador da música negra, principalmente da música gospel cantada na igreja perto de sua casa. Foi lá que ele aprendeu seu estilo de cantar e de dançar. Elvis era um negro nascido no corpo de um branco. Mas essa foi sua missão! Acabar com um tabu de preconceitos e fazer o mundo conhecer um ritmo e uma música que nunca morrerá, assim com sua passagem em vida.