"Este blog é administrado por Simone Fernandes e não tem nenhum vínculo com fã-clubes do cantor. É somente uma forma de homenagear este grande artista, compartilhando suas histórias, respeitando seu legado, família, amigos e os milhares de fãs que existem no mundo todo."



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

16/10/2012

A CANÇÃO - RETURN TO SENDER



Elvis gravou  "Return To Sender",  na primavera de 1962, para o filme "Girls! Girls! Girls!".
Foi escrita pelo compositor Oti Blackwell, que tinha escrito antes os clássicos de Presley,  "Dont Be Cruel" e "All Shook Up". Elvis também gravou outras composições de Blackwell incluindo "Paralysed", "Fever", "Make Me Know It"e "Easy Question". Num documentário de 1971, Blackwe descreveu como surgiu o título da canção. "Eu tento arranjar títulos que nunca tenha ouvido antes”, disse ele.  “Normalmente, primeiro tento arranjar o título e depois escrever uma história em torno dela. Eu estava sentado e me lembrei de vários títulos e aquele pareceu-me ser o melhor”.
Numa entrevista em 1991, publicada na revista “Elvis: The Man And His Music”, Blackwell explicou como a canção foi escrita e como chegou a Elvis. Segundo Blackwell, o Coronel Parker, que era frequentamente acusado de não deixar chegar a Elvis um material bom para gravação, foi o responsável por colocar "Return  To  Sender"  nas mãos de Elvis.
“A primeira canção que Winfield Scott e eu escrevemos para Elvis Presley, foi 'Return To Sender'... Nos mostraram o filme e nesse filme nos deram vários títulos para compôr. E só houve um título dos que escrevemos que chegou ao filme 'We're  CominIn  Loaded'. Também escrevemos 'Return To Sender', mas esse não era um dos títulos. O Coronel Parker foi a New York e me disseram para ir ao encontro dele. 
Ele me disse que Elvis ia fazer um filme, e que precisava de uma música e me perguntou se eu tinha alguma. Eu disse que as duas únicas canções que tinha eram 'Were Coming In Loaded' – que  tínhamos escrito para o filme e outra  que ainda não tinha um título definido. Ele disse: 'Bem,  de  qualquer  forma você tem, e Elvis vai gostar de ouvir, por gostar do seu material'. Então eu respondi: - 'Vou mostrar a Elvis... Acho que ele deve ouvir. E se houver alguma forma dela entrar no filme, isso é muito bom'. Eu coloquei o nome de 'Return To Sender' e ele respondeu: 'Não  se  preocupe.  Ela  vai  entrar  no  filme.  Posso te garantir porque é uma ótima canção'. Pouco depois, ela estava na trilha sonora. Não me lembro em qual filme entrou."

Claro que esse filme foi “Girls! Girls! Girls”, de 1962. Nele, Elvis canta 'Return To Sender'  numa cena num clube noturno. Hoje em dia parece um pouco estranho ver Elvis dançar twist enquanto cantava a música que se tornaria um dos seus maiores sucessos. O twist, claro, era uma dança popular no início dos anos sessenta, por isso, era normal que Elvis o integrasse aos seus movimentos em algumas das atuações em “Girls! Girls! Girls!”. Os Jordanaires tiveram destaque em 'Return To Sender'. Elvis a gravou no dia 27 de março de 1962, nos estúdios da Radio Recorders, em Hollywood. Os músicos de Presley, Scotty Moore, D.J. Fontana e Dudley Brooks estavam presente no estúdio para os arranjos das canções da trilha sonora de “Girls! Girls! Girls!”. O saxofone de Boots Randolph deu um toque de abertura memorável em  'Return To Sender'.
O apoio vocal extensivo dos Jordanaires teve ênfase na mistura final da gravação. De fato, há alguma ironia, por Coronel Parker ter levado 'Return To Sende'r a Elvis. Parker sempre reclamava que as vozes dos Jordanaires ficavam altas demais nos discos da RCA e insistiu que ficassem afastados para a voz de Elvis ficar em destaque. No entanto, em  'Return To Sender', a parte dos Jordanaires é tão forte que, no mínimo, suprimem a voz de Elvis e em algumas alturas, chegam mesmo a superá-lo.
 A canção ficou 16 semanas no Hot 100 da Billboard. Entrou no top número 68 no dia 20 de outubro de 1962. Duas semanas mais tarde 'Return To Sender' chegava ao top 10, onde ficou durante 10 semanas. No entanto, nunca chegou ao Número 1. No dia 17 de novembro fixou-se no segundo lugar, onde permaneceu durante 5 semanas. O disco de Presley foi lançado na mesma época de 'Big  Girls Dont Cry' dos 'The Four Seasons', um sucesso que manteve 'Return To Sender' afastado do topo da tabela nessas cinco semanas. Mas Elvis conseguiu chegar ao Número 1, durante uma semana, no Top 100 de  Singles da revista  Cashbox. No entanto, como o Hot 100 era muito usado na indústria musical, normalmente 'Return To Sender' não está incluída na longa lista de discos de Presley que chegaram ao primeiro lugar. Elvis foi o pai dos tops entre 1956 e 1962. 
Elvis, estourou com o sucesso de 'Return To Sender', em 1962, e parecia que ele estava no auge de sua carreira. O disco era o 24º. single da RCA, desde 'Heartbreak Hotel', em 1956. Ambos sucessos destes dois singles tinham chegado ao Top/Hot 100 da Billboard. Pelo menos um dos 24 singles chegaram ao top 5 da tabela. Treze chegaram ao Número 1 e 'ReturnTo  Sender' quase conseguiu ser o 14º. Número 1. 
Depois de 'Return To Sender' sair do Hot 100 em fevereiro de 1963, o desempenho de Elvis nos tops começou a deteriorar-se. O seu single seguinte, 'One Broken Heart For Sale', chegou ao número 11, tornando-se o primeiro single de Presley na RCA a não chegar ao top 10. Depois vieram  os  lançamentos  sem éxito em  1964  – "Kissin' Cousins", "Kiss Me Quick", "Viva Las Vegas", "Such A Night" e "Aint That Lovin' You Baby". Claro que o domínio das tabelas americanas pelos Beatles, em 1964, também teve a ver com o declínio de Elvis, mas um fator igualmente danificante foi o abandono de alguns  dos compositores de elite de Elvis. Por exemplo, Aaron Schroeder, compositor dos discos Número 1de Presley 'A Big Hunk O Love', 'Stuck On You' e 'Its Now Or Never', deixou de compor para Elvis depois de uma disputa sobre os direitos de autor de 'Good Luck Charm' em 1962. E pouco depois de  'Return To Sender', as composições de Otis Blackwell iriam deixar de atravessar no caminho de Elvis. O resultado foi um desfile sombrio de covers, temas rejeitados pela RCA e canções de bandas sonoras, lançados em singles de Presley durante a meia dúzia de anos seguinte. Basta dizer “Return To Sender” e as pessoas pensam “Elvis Presley”... Então,  'Return To Sender'  foi o último de uma lista sem precedentes de 24 sucessos do Hot 100 consecutivos de Elvis Presley. Depois da morte dele, ainda existem duas expressões que, quando são ouvidas, fazem as pessoas lembrarem imediatamente de Elvis Presley:  'All Shook Up' e 'Return To  Sender'. No ano em que Elvis teria feito 58 anos, no dia 8 de janeiro de 1993, os serviços postais americanos editaram um selo comemorativo com a sua imagem.
Segundo a  Wikipedia, “muitos colecionadores enviaram envelopes, com o selo de Elvis, para moradas  fictícias na esperança de receber as cartas de volta não só com o carimbo do dia do lançamento, como também com a marca "return to sender".


ASSISTA O VÍDEO COM A CENA EM QUE ELVIS CANTA
RETURN TO SENDER

Composição: Oti Blackwell / Winfield Scott
Gravada em: 27 de março de 1962 


 LETRA:


I gave a letter to the postman,
he put it his sack.
Bright in early next morning,
he brought my letter back.

She wrote upon it:
Return to sender, address unknown.
No such number, no such zone.
We had a quarrel, a lover's spat
rite I'm sorry but my letter keeps coming back

So then I dropped it in the mailbox
And sent it special D.
Bright in early next morning
it came right back to me.

She wrote upon it:
Return to sender, address unknown.
No such number, no such zone.
This time I'm gonna take it myself
and put it right in her hand.
And if it comes back the very next da
then I'll understand the writing on i

Return to sender, address unknown
No such person, no such zone.

Return to sender...
Return to sender...


Crítica:


- Stephen Harper (USA): "Esta canção foi gravada em 1962 para o 11º. filme de Elvis, “Girls! Girls! Girls!”. Elvis e os Jordanaires estão em forma e produzem um clássico absoluto. Esta canção, apesar de merecer um primeiro lugar no top, passou cinco semanas no número 2 do top americano (Big Girls Dont Cry dos The Four Seasons foi o tema que se manteve na primeira posição). Um dos motivos porque Elvis não cantou este tema ao vivo (assim como muitos dos seus primeiros sucessos). O Aloha também revela bem isto uma vez que ele só canta um pouco de 'Hound Dog', um 'Blue Suede Shoes' rápido, uma boa versão atualizada de 'A Big Hunk' O' Love', 'Love Me' e claro, o tema final, 'Cant Help Falling In Love'. Estes são os únicos sucessos dos primeiros anos que ele cantou naquela noite enquanto se concentrava em temas mais maduros e  modernos."





O tema está incluído no Cd “Elv1s 30 #1 Hits”
 Sony Music

Lançado em  JUN/2003






* Reportagem: Alan Hanson
*Adaptação: Simone Fernandes
* Fonte:  Clube Oficial de Fans de Elvis – Burning Star e Elvis History Blog


Licença Creative Commons
Elvis Presley Rei do Rock de Simone Fernandes é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.
Baseado no trabalho em http://elvispresleyreidorock.blogspot.com/.

4 comentários:

  1. Canção maravilhosa a Return to Sender. Ela desmitifica a ideia de que nos filmes de Elvis as canções eram feitas no tapa, do tipo: Ah, compõe qualquer coisa aí. Não era assim. Girls, Girls, Girls tem um belíssimo solo de sax. A dança que ele faz durante a Return to Sender, é um tributo ao cantor Jackie Wilson. No documentário Elvis The Great Performances (na versão apresentada por Priscilla Presley) ela comenta que nessa filmagem Jackie Wilson encontrava se no estúdio de filmagens.
    Agora o que me estranha é a crítica. Elvis cantou Return to Sender ao vivo, é possível ouvir no cd Charleston Rocks do show de 24 de julho de 1976. No filme temos uma das atrizes de quem eu mais gosto, Stella Stevens. Quem não se lembra dela na primeira filmagem de O Professor Aloprado com Jerry Lewis? Versão esta que eu prefiro do que aquela refilmagem sem graça e de apologia descarada ao bullyng com o Eddie Murphy? Adoro essa música. Return To Sender é um verdadeiro exemplo da junção bem feita entre letra, música e bom gosto.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Que bom que gostou Ricardo. Volte sempre!!!
      Beijos XD

      Excluir

Obrigada pela visita e comentário!

*Simone Fernandes*