"Este blog é administrado por Simone Fernandes e não tem nenhum vínculo com fã-clubes do cantor. É somente uma forma de homenagear este grande artista, compartilhando suas histórias, respeitando seu legado, família, amigos e os milhares de fãs que existem no mundo todo."



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

25/02/2013

O SOLDADO PRESLEY - PARTE FINAL

Com uma autorização especial, Elvis passa a residir fora da base e se acomoda no Hotel Grunewald com sua família, pai e avó e os amigos, Lamar Fike e Red West, em Bad Nauheim. E sua vida começa a se organizar aos poucos.

Elvis segue com sua rotina na base participando de manobras em Grafenwohr se promovendo a Soldado de Primeira Classe. Ele também servia de guia aos tanques de sua base de unidade e passava noites e mais noites abrindo caminho na neve no volante de um jibe na companhia do sargento. Foi nesse período que o sargento lhe apresentou as afetaminas como meio de ficar acordado durante longas horas de treinamento e serviço. Elvis se tornaria dependente dessas pírulas a partir daí.

O soldado volta à Bad Nauheim para passar o natal junto com a família e amigos. Mas passa parte da véspera de natal ajudando a decorar a árvore da companhia.

Presley começa a conquistar a admiração dos homens da unidade. São agradavelmente surpreendidos por sua simplicidade e espontaneidade de um soldado que sente necessidde de que gostem dele. Os companheiros passam a respeitá-lo.
Ele também se restringia a 2 horas no escritório da base. E os fins de semana eram preenchidos indo a cinemas, assistindo espetáculos, tal como: 'Show Holiday On Ice'. E também aproveitava para saudar Bill Haley, em turnê pela Europa, duas vezes.

Lamar e Red faziam o papel de seguranças de Elvis quando ele saía. Nesse período Elvis percebe uma mudança em seu pai. Pois Vernon agora se vestia mais alinhado, adotando também um bigode estilo Clark Gable. Na verdade, Vernon estava saindo com Davada Stanley, conhecida como Dee Stanley, de 30 anos e mãe de três filhos pequenos, que estava separada. Elvis aceita a relação com certa reserva, já que ainda considerava uma traição a sua mãe, falecida a poucos meses.

Em fevereiro de 1959, Vernon encontra uma casa na rua Goethestrasse, nº 14 de 3 andares e cinco quartos, que proporcionou a totos mais espaço e privacidade. O aluguel custava oitocentos dólares, valor este, exorbitante na época, para uma casa de aspecto simples e sem muito charme.

Minia Mae, sua avó (apelidada de Dodger), ficou responsável por toda a organização da casa e também da alimentação da família e dos amigos de Elvis. Já que ele não gostava e não se adaptava a comida alemã.
Os fãs começaram a se aglomerar em frente a casa de Elvis na expectativa de encontrá-lo. Gritavam, chamavam pelo seu nome, jogavam pedrinhas em sua janela...  Com tanto alvoroço, foi preciso instalar uma placa de aviso diante da casa informando o horário da sessão de autógrafos que eram às 19:30 e 20:00 horas. O número de cartas também eram um problema, já que chegavam milhares por semana à base de Friedberg ao soldado Presley e que depois eram enviadas ao Coronel Tom Parker em Nashville.

Elvis adquiriu o hábito de ficar em casa, onde teve suas aulas de caratê e recebia seus colegas do exército, dentre os quais Joe Esposito que seria mais tarde, um de seus mais fiéis amigos ao voltar para os Estados Unidos.
No início de 1959, Elvis visita Munique com Lamar Fike e Red West e lá encontram a atriz Vera Tschechowa, de 18 anos e juntos visitam a casa noturna Moulin Rouge.

Em junho, Red West retorna a Memphis e Elvis aproveita para visitar Paris com Lamar Fike e mais dois amigos do exército, Charlie Hodge e Rex Mansfield, onde encontra Galles Jean Aberback e Freddy Bienstock, das edições Hill & Range, no hotel Prince de Galles. Ele deseja visitar a cidade de Brigitte Bardot, ao qual não escondia sua admiração. Mas o encontro não acontece.

Neste mesmo período ele conhece Priscilla Beaulieu, de 14 anos, que será sua esposa anos mais tarde.
Em 20 de janeiro de 1960, Elvis é promovido a sargento recebendo seu posto em 11 de fevereiro.

Elvis já se preparava para voltar para Graceland e retomar sua vida. Não escondendo sua preocupação quanto ao futuro de sua carreira.

Em 2 de março, Elvis deixa a casa em Goethestrasse, onde passou mais de um ano. 
A base de Friedberg se rende ao ritual de uma entrevista coletiva na despedida de Elvis.

Elvis faz a travessia do Atlântico via aérea, a bordo de um transporte militar. Vários admiradores, fotógrafos e jornalistas acompanham aquele momento de Elvis retornando ao seu país. Ele dá seu um último aceno e esta foi a última vez que ele veria a Europa.

Dispensado no Sábado, 5 de março, após desembarcar em Fort Dix, Nova Jersey, Elvis finalmente chega a Memphis, depois de dois dias, no meio de uma nevasca e muita emoção.
Nesta mesma tarde, no escritório de seu pai em Graceland, ele recebe a coletiva de imprensa não escondendo seu ar melancólico ao retornar a casa sem sua mãe. Mas ao mesmo tempo estava feliz em estar de volta.
"Simplesmete não acredito que estou aqui", disse ele a mídia.

Vernon e Dee Stanley se casam em Huntsville, Alabama, após o divórcio, em julho de 1960. Elvis não comparece a cerimônia. Ele não só ganha uma madrasta como também 3 irmãos.

Elvis volta mudado do exército. Era um homem mais maduro, consciente e disposto a voltar com tudo em sua vida e carreira.


''ESPERO QUE VOCÊS TENHAM GOSTADO. ESSE FOI APENAS UM RESUMO DESSA PASSAGEM DE ELVIS PELO EXÉRCITO. JÁ QUE EXISTEM MUITOS FATOS E MOMENTOS IMPORTANTES VIVIDOS POR ELE NESSE PERÍODO."

OBS: SE VOCÊ AINDA NÃO LEU AS PRIMEIRAS PARTES CLIQUE NOS LINKS ABAIXO.

PARTE I

PARTE II


Fonte de pesquisa: Livro, Elvis Presley e a Revolução do Rock.
Montagens de fotos e adaptação de texto: Simone Fernandes.


Licença Creative Commons
Elvis Presley Rei do Rock de Simone Fernandes é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Brasil.
Baseado no trabalho em http://elvispresleyreidorock.blogspot.com/.

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada Ricardo por ter gostado e acompanhado!
      Um grande abraço :)

      Excluir
  2. Excelente mi querida Simone, tanto el artículo como las fotografías, una entrada fascinante!
    te felicito por la labor de construirla, te dejo un fuerte abrazo.
    Bonita noche!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muchisimas gracias Cristina por su visita, atención y cariño en tus comentários. Me deja muy feliz!

      Un fuerte abrazo y una bonita noche para tí también :)<3

      Excluir
  3. Bellissimo post, complimenti! Ciao, un abbraccio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grazie per la vostra visita e commento! A baci <3

      Excluir
  4. Parabens pelo blog de altíssimo nível. Tudo de bom e continue nos presenteando com essas grandes informações do nooso maior astro musical. Estarei sempre por aqui. Marcelo Lavina (Rio de Janeiro - Brasil).

    ResponderExcluir
  5. parabens Simone pelo excelente trabalho nesse blog. muito bem apresentado (textos, fotos, informações e sem falar no fundo musical). NOTA 1000!!! continue nos presenteando com esse trabalho maravilhoso. estarei sempre por aqui, pois sempre que estou no pc gosto de dar uma pesquisada e saber mais sobre a trajetória do nosso Elvis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo, que bom que gostou do blog! Ele é todo feito com muito amor à Elvis e aos fãs. Fico muito feliz com sua visita e seus comentários. Comentários assim como os seus é que me fazem continuar esse trabalho.

      Um beijão e volte sempre que quiser :))

      Excluir
  6. Sigo o seu blog, todos ficamos tristes quando Elvis se foi, cedo demais; ele teria muito a contribuir com o seu talento musical e a espontaneidade que era uma das suas características. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida, obrigada por estar seguindo o blog, fico muito feliz de vê-la por aqui e também saber que gosta do Elvis. Eu já sigo o seu blog desde a época do 'Simone Poesias'.

      Um beijão e volte sempre :)

      Excluir

Obrigada pela visita e comentário!

*Simone Fernandes*